ANAMAGES luta por licença compensatória e a sua conversão em pecúnia

A ANAMAGES luta de forma incansável pelos direitos de seus associados.
Por Danusa Andrade.
Publicado em 05/12/2023 às 14:31. Atualizado há 7 meses.

LogoA ANAMAGES busca a implantação da licença compensatória e a sua conversão em pecúnia

Depois de pleitear a concessão de benefícios como o auxílio-creche e auxílio aquisição de hardware, software e servidor junto aos Tribunais de Justiça em favor dos Juízes de Direito, agora a ANAMAGES encampa uma nova luta em prol dos interesses dos Magistrados Estaduais: a implantação da licença compensatória e a sua conversão em pecúnia.

A ANAMAGES solicitou aos Tribunais informações quanto as providências adotadas em cada estado e pediu formalmente a implantação da licença compensatória.

O Advogado da ANAMAGES, Dr. Cristovam Dionísio, comentou que o Conselho da Justiça Federal editou Resolução possibilitando a licença compensatória e sua conversão em pecúnia, devendo ser concedida também aos Magistrados Estaduais na proporção de três dias de trabalho para um de licença, limitando-se à concessão a dez dias por mês.

O Presidente da ANAMAGES, Juiz Carlos Hamilton Bezerra Lima, confia na adoção da medida pelos Tribunais, de forma a garantir essa equivalência e importante direito aos Magistrados Estaduais.