Inovação: Juiz do TJPI publica artigo sobre a digitalização da Justiça

O estudo desenvolve a ideia da Justiça Digital como uma das formas de acesso em um sistema de Justiça Multiportas.
Por Danusa Andrade.
Publicado em 25/04/2024 às 09:24. Atualizado há um mês.

LogoDr. Robledo Moraes Peres de Almeida, do TJPI

O Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, Dr. Robledo Moraes Peres de Almeida, é um dos coautores do livro Desafios e inovações do Direito digital – uma perspectiva judicial – que acaba de ser publicado pela Editora Lux Jurídica. A investigação do Magistrado, que surgiu a partir da pandemia da Covid-19, considera a evolução do Processo Civil e suas ondas renovatórias.

Dr. Robledo, que ocupa o cargo de Assessor Especial da Presidência da ANAMAGES, explica que o trabalho desenvolve a ideia da Justiça Digital como uma das formas de acesso em um sistema de Justiça Multiportas, em que a solução dos litígios pode ocorrer por meio de várias entradas, como a mediação, a conciliação e a arbitragem, como o processo judicial sendo apenas uma das formas de solução de conflito.

O Magistrado fala sobre a importância dessa visão na atualidade. “É necessário que os Magistrados contemporâneos tenham compreensão da necessidade da digitalização da Justiça, pois oferece inúmeros benefícios, como poupar o cidadão e Advogados de congestionamento de trânsito, gasto com combustível (ou outro meio de transporte), risco de acidentes de trânsito e assaltos e espera no fórum.Além disso, por meio das audiências remotas, Advogados podem participar, no mesmo dia, de audiências de Comarcas e até Estados diferentes, o que era impensável há pouco tempo”.

O artigo pode ser acessado clicando aqui.