Júri digital: Vice-Presidente da Região Sudeste da ANAMAGES cria projeto pioneiro em MG

O software desenvolvido assume o trabalho que antes era realizado de forma física.
Por Danusa Andrade.
Publicado em 07/06/2024 às 00:30. Atualizado há 4 dias.

LogoO projeto idealizado pelo Dr. Ricardo Sávio foi implementado nesta quinta-feira, dia 6, no TJMG

O Juiz de Direito do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Dr. Ricardo Sávio de Oliveira, que ocupa o cargo de Vice-Presidente da Região Sudeste da ANAMAGES, é o idealizador de um projeto inédito no Judiciário brasileiro que informatiza procedimentos do Tribunal do Júri.

A implantação do sistema mineiro se deu nesta quinta-feira, às 14 horas, em uma solenidade que contou com a participação do Presidente do Tribunal, Desembargador José Arthur de Carvalho Pereira Filho, na Presidência do 1º Tribunal.

O 1º Presidente do Tribunal do Júri de Belo Horizonte, Dr. Ricardo Sávio, explicou que a ideia surgiu da prática de seu trabalho. Insatisfeito com o gasto de tempo e de papel com rotinas que poderiam ser substituídas por sistemas informatizados, o Magistrado idealizou e construiu o projeto que foi aprovado pela Presidência do Tribunal e contou com o suporte da equipe de informática do TJMG.

O software desenvolvido assume o trabalho que antes era realizado de forma física. No momento da votação dos quesitos, a cédula de papelão, com o voto do jurado, foi substituída pelo sistema de votação eletrônica.

Dr. Ricardo Sávio comentou que a mudança proporciona agilidade na votação, economia de tempo e material, além da redução de custos e racionalização de trabalho dos servidores.

O Presidente da ANAMAGES, Juiz Carlos Hamilton Bezerra Lima, sugeriu a adoção dessa boa prática criada pelo Dr. Ricardo por todos os tribunais.

A partir desta sexta-feira, dia 7, o sistema passa a ser utilizado no TJMG.